FNM 0km, acredite! ele existe.

 

Em 1959, um imigrante judeu morador da cidade de Juiz de Fora, MG, comprou um FNM 0km cavalo mecânico. Este caminhão rodou exatos 160 km, distância entre Xerém e Juiz de Fora. O caminhão foi devidamente guardado em uma garagem e semanalmente seu motor era girado através da cremalheira (caixa seca) com uma chave de fenda. Durante décadas repetiu-se o trabalho.

Este senhor já idoso veio a falecer e o caminhão lá permaneceu por anos parado. Muitas histórias foram contadas sobre ele.

Em 2004, seus filhos resolveram vender o caminhão, que foi intermediado pelo sr. Vitório da gaúcho peças. Este caminhão hoje se encontra já restaurado em Limeira na COVRE Transportes. Trata-se de um 1959 verde ceda cabine standard simplesmente LINDO. Lá é possível verificar o que é ser ORIGINAL.

Para sorte deste caminhão foi lhe reservado um grupo de pessoas que realmente gostam e apreciam FNMs.

Atualmente este caminhão está com verdadeiros 400 km ORIGINAIS.

Vale comentar um fato, uma injustiça ocorreu em 2006. Na exposição de Aguas de Lindóia sobre veículos, evento dos mais tradicionais sobre antigomobilismo, este caminhão perdeu o prêmio de melhor caminhão para uma réplica de FNM de um museu do Rio Grande do Sul. Isto atesta em definitivo a falta de conhecimento, e que este prêmio pouco ou nada valeu. Parabéns ao pessoal da COVRE pela conservação do FNM 0km.

Reparamos aqui esta pequena mas honesta homenagem a este maravilhoso caminhão.

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: